Home2020-11-25T15:31:29-03:00

Apresentação

Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Design

A Universidade Anhembi Morumbi, que agora faz parte da Rede Internacional de Universidades Laureate, é a primeira instituição da capital de São Paulo a oferecer o Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu Doutorado e Mestrado em Design, recomendado pela CAPES/MEC.

O Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Design da Anhembi Morumbi foi desenvolvido com base na interdisciplinaridade e no exercício da pesquisa em diversos níveis de aprofundamento, associados à reflexão e à prática no campo do design.

Sobre o Programa

DATJournal

O DATJournal é uma publicação quadrimestral do Programa de Pós-Graduação Stricto-Sensu em Design, da Universidade Anhembi Morumbi. A sigla DAT se refere a Design, Arte e Tecnologia – linha de concentração do referido Programa, e esta publicação marca a continuidade do trabalho realizado desde 2005 no formato coletânea das edições DAMT e DAT, disponíveis em https://ppgdesign.anhembi.br/publicacoes.

Vivenciamos um momento singular, marcado por uma rica produção teórico-prática, no campo do Design, Arte e Tecnologia, que precisa ser reunida e disseminada. Com isso, o DATJournal se propõe a selecionar reflexões e discussões nesta interface, a partir de uma perspectiva transdisciplinar que abrigue a diversidade de escopos, objetos de estudo e abordagens neste campo de investigação.

O periódico DATJournal está permanentemente aberto a submissões.

Edições anteriores

v. 5 n. 1 (2020): Pesquisas em Design, Arte e Tecnologia

O DATJournal tem o objetivo de socializar resultados da pesquisa em design, arte etecnologia para a comunidade acadêmica e científica.

  • Gibertto Prado
  • Sérgio Nesteriuk
  • Suzete Venturelli

v. 4 n. 3 (2019): O Prazer da Imagem

Neste ano de 2019, de 26 a 28 de agosto, o PPGDesign/UAM realizou o 1 Simpósio de Design, arte e tecnologia (1 Simpósio DAT), juntamente com o 1 Colóquio RETINA.International SP, proposto em conjunto com a Université Paris 8 | Vincennes-Saint Denis.

  • François Soulages
  • Gilbertto Prado
  • Suzete Venturelli

v. 4 n. 2 (2019): Design e Ativismo

A crítica aos projetos históricos modernistas de matriz europeia/norteamericana levou, desde os anos 1960, à uma revisão de seus pressupostos e resultados a partir das perspectivas contraculturais e como reconfiguração do campo de forças político a partir das novas configurações do capitalismo ocidental. Com os processos de globalização e os reajustes geopolíticos, fluxo de deslocamentos permanentes desde o final da Guerra Fria, novas possibilidades de leitura e operação da e na arte e
design têm surgido privilegiando a crítica e transformação da realidade estabelecida.

Dentro deste escopo, foram convidados pesquisadores, designers, artistas, ativistas que, dentro e fora da universidade, produzem e refletem no amplo território da arte, design e ativismo. Seus relatos oferecem um desenho denso e também panorâmico de possibilidades na abordagem do tema proposto e, principalmente, permitem ao leitor uma aproximação ao pretendido pelas editoras do dossiê: apontar para formas transformadoras e comprometidas com a realidade social que arte e design podem tomar. Foram privilegiadas as propostas de autores e pesquisas que abordam ou dialogam com as práticas americanas, latino-americanas e brasileiras, assim como fica claro, graças às contribuições recebidas, a incorporação do debate educacional em confluência com os campos temáticos indicados no dossiê.

  • Priscila Arantes
  • Mirtes Marins de Oliveira

v. 4 n. 1 (2019): Artigos do 13º Congresso Brasileiro em Pesquisa e Desenvolvimento em Design

É com grande prazer que realizamos a apresentação deste editorial da DAT Journal – Design, Art and Technology que traz, em formato especial, os artigos científicos oriundos do 13º Congresso Brasileiro em Pesquisa e Desenvolvimento em Design (P&D), realizado na Universidade da Região de Joinville – Univille, em 2018.

O P&D, principal evento nacional na área do Design, tem mantido a tradição em divulgação científica, e nesta edição trouxe como característica a ampliação desta comunicação, incluindo em seus anais trabalhos técnicos, ação acolhedora das especificidades dos programas stricto sensu profissionais. Desta forma, o P&D expande sua característica de espaço reflexivo, crítico e sobre tudo construtor de significados, característica inerente da ciência.

Acreditamos que incentivar e manter o espaço criado pelo P&D Design, com o apoio da DAT Journal, configuram-se em ações fundamentais para o avanço da produção de conhecimento qualificado no campo do Design. Mantem-se o interesse na divulgação e leitura, elementos indispensáveis no aperfeiçoamento e transformação da ciência em si. A função da disseminação científica, provocadas pela inquietude das ideias e pelas leituras propostas, a geração de possibilidades, análise e contribuições aos objetos de estudo e seus resultados, de igual forma o desenvolvimento do ambiente de ensino e aprendizagem e o surgimento de novas redes de pesquisa.

Foi com este objetivo que a organização do P&D selecionou estes 12 relevantes artigos para serem publicados em uma edição especial da DAT Journal, visto que se tratam de produções científicas que abordam diversos temas com profundidade; investigações realizadas por distintos pesquisadores, de diferentes instituições, que se destacaram pelo potencial de impacto e interesse da comunidade científica do Design e áreas afins.

Desejamos uma boa leitura e que o esforço de todos seja recompensado.

  • Giselle Díaz Merino
  • João Sobral

v. 3 n. 2 (2018): Novos Pensamentos & Reflexões Emergentes: Prática enquanto pesquisa em arte, design e tecnologia

Esta edição especial do DAT Journal considera o pensamento do Sul. Ela parte da seguinte indagação: “No lugar em que a prática é constituída como investigação, como seriam as vozes do Sul na pesquisa em Arte e Design?”

  • Sérgio Nesteriuk
  • Welby Ings

v. 3 n. 1 (2018): Corpo/objeto/espaço: Percepções e Transduções

Nesta edição do DATJournal – Design Art and Technology, transitamos entre os processos, atributos e intensidades da relação corpo/objeto/espaço, tanto nas contribuições teóricas como nas proposições artísticas que participam da galeria de imagens que incluímos. Evidencia-se a condição híbrida das linguagens que alargam as fronteiras do organismo corpóreo com a tecnologia, o design, a performance, o cinema, a moda e a arte.

  • Rosangella Leote
  • Agda Carvalho

Notícias