Prof Milton Sogabe

Milton Sogabe

Realizou pós-doutorado na Universidade de Aveiro. Doutor e Mestre em Comunicação e Semiótica e licenciado em Educação Artística. Até meados dos anos 1980 apresenta produção artística em desenho e gravura, organizando e participando do Tupinãodá, grupo de grafiteiros em São Paulo. Em 1985, inicia pesquisa e produção em Arte-Tecnologia, mais especificamente em Arte-Telecomunicação. Em 1996, é um dos fundadores do SCIArts – Equipe Interdisciplinar, quando passa a trabalhar com Instalações interativas baseadas em novas tecnologias. Atuou como coordenador de curso de graduação, coordenador de pós-graduação, vice-diretor e diretor pro tempore do Instituto de Artes – UNESP. Membro do Conselho da Pinacoteca do Estado de São Paulo (1984/1988). A partir de 2005, participa de comissões na área de Artes na CAPES, comissão de Artes Visuais no INEP-MEC, coordenador adjunto da área de Artes/Música na CAPES (2011/2014) e parecerista ad hoc do CNPq, FAPESP e CAPES. Pesquisador no ID+ (Instituto de Investigação em Design, Media e Cultura), no grupo “Praxis e Poiesis: da prática à teoria artística”, Portugal. Líder do Grupo de Pesquisa Pós-Digital no Design e na Arte. Pesquisador do Centro de Pesquisa em Design – Laboratório de Poéticas no Design (LAPODE) e do MediaLab-UAM, na Universidade Anhembi Morumbi. Docente do PPG Design da Universidade Anhembi Morumbi. Bolsista produtividade PQ2 CNPq.

Pós-Digital no Design e na Arte

O grupo integra o Centro de Pesquisa em Design do PPGDesign da Universidade Anhembi Morumbi (UAM). O Grupo Pós-Digital no Design e na Arte investiga a produção dessas áreas no contexto do pós-digital. As pesquisas de caráter teórico-prático discutem os textos teóricos sobre o Pós-Digital e buscam compreender a produção que apresenta um pensamento digital, independente da tecnologia utilizada. Ao mesmo tempo essa reflexão é acompanhada pelo processo criativo na relação do design com a arte.

Link: https://dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/364330

cAt (ciência/Arte/tecnologia). Universidade Estadual Paulista. Instituto de Artes.

Pesquisa prático-teórica na relação da arte com a ciência e a tecnologia.
O grupo cAt – ciência/Arte/tecnologia – IA-Unesp/CNPq, criado em 2009, tem como características a experimentação, reflexão e divulgação de pesquisas oriundas da conexão entre a Ciência, a Arte e a Tecnologia. Estrutura-se com o perfil formativo interdisciplinar, dada a formação e experiência de seus integrantes, primando pela elaboração de projetos comuns e o respeito aos projetos e pesquisas individuais. Os interesses pesquisados pelo grupo têm as seguintes palavras-chave como pontos para experimentação, produção e difusão de conhecimentos, sendo estas: Computação física, Imagem, Materialidade, Interatividade e Multimídia.

Link: https://dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/4944

Design, games e animação: interfaces e tecnologias

Arte e convergência entre ciborgues e andróides

Na história da humanidade presenciamos tanto o design de próteses para o ser humano, quanto a idéia da construção de um ser semelhante a ele, desde os primórdios. Com o desenvolvimento da ciência e da tecnologia em aceleração, a partir da revolução industrial, vemos a fronteira entre esses dois personagens, o ciborgue e o andróide, diluindo-se cada vez e apontando para uma convergência. Nosso objetivo nesta pesquisa é analisar como o design e a arte tem tratado esses dois assuntos, principalmente no contexto atual, do pós-humano.

Produções Bibliográficas – Periódicos

SOGABE, M. Olhar, tecnologia e arte. DAT Journal. Vol. 4 No. 3, 2019.

Resumo: O ser humano passa por um processo de ciborguização, que foi intensificado com a tecnologia digital. Várias partes do corpo têm possibilidades
de serem substituídas por órgãos artificiais que se aproximam cada vez mais dos originais. Ao mesmo tempo, esses conhecimentos vão ampliando as extensões tecnológicas do nosso corpo, tornando os androides cada vez mais próximos ao humano. Nesse contexto, a visão como um dos principais sistemas sensoriais para a nossa sobrevivência no ambiente, vem ganhando potencial para ser alterada com aparatos tecnológicos, possibilitando deficientes visuais a terem parte da visualidade recuperada, e ampliando o potencial visual, num futuro próximo. O universo do olhar humano é apresentado aqui, no diálogo entre arte, ciência e tecnologia.

Palavras chave: Ciborgue, Visão artificial, Corpo pós-biológico, Dispositivos visuais, Arte-tecnologia.

Link: https://datjournal.anhembi.br/dat/issue/view/10/9


Produções Bibliográficas– Capítulos de Livros

SOGABE, M. Memórias, arte e tecnologia. In GOBIRA, Pablo (org) A memória do digital e outras questões das artes e museologia. Belo Horizonte, EdUEMG, 2019. P. 19-36

Link: https://eduemg.uemg.br/component/k2/item/161-a-memoria-do-digital-e-outras-questoes-das-artes-e-museologia


Produções Bibliográficas – Anais

SOGABE, M. Art, Technology and Sustainabilty. In: Proceedings of Artech 2019, 9th International Conference on Digital and Interactive Arts (ARTECH 2019), October 23–25, 2019, Braga, Portugal, 6 pages.

Resumo: O antropoceno e a sustentabilidade são termos presentes na atualidade, trazendo preocupações com nosso modo de vida, e as questões socioambientais. Os principais conceitos e autores sobre esses temas são apresentados. O texto fala sobre a arte nesse contexto, em termos gerais e depois focando na Arte-Tecnologia, que se utiliza da tecnologia, relacionada em parte com a situação na qual chegamos, e ao mesmo tempo, que apontam para soluções, que amenizam essa crise. A questão da energia e obras que exploram esse tema são apresentados.

Palavras-chave: Antropoceno, sustentabilidade, arte-tecnologia.

Link: https://doi.org/10.1145/3359852.3359882


SOGABE, M et all. Toque: diálogo entre poética e tecnologia. In Proceedings of the 9th International Conference on Digital and Interactive Arts. ARTECH, Braga, Portugal, 2019. p.19-21.

Abstract: Touch is an interactive work of art made by the group cAt (science/Art/technology), based at UNESP (Paulista State University) in São Paulo, Brazil. The piece was conceived in the context of Art-Technology and it deals with not using computers and other complex technological artifacts, bateries and electric energy distributed by regular sources, while preserving the main aspects of interactive digital works of art, namely the usage of technology, ineraction of the audience and systemic approach, besides discussing maters of sustainability.

Keywords: Art/technology, Energy, Interactivity, Sustainability, Touch

Link: https://dl.acm.org/doi/pdf/10.1145/3359852.3359947


SCIArts – Equipe Interdisciplinar, FOGLIANO, F. L.; HILDEBRAND, H. R.; BLUMENSCHEIN, C.; SOGABE, M.; LEOTE, R. A inteligência e a consciência nas extensões maquínicas do corpo humano. In: Anais do Simpósio Internacional de Inovação em Mídias Interativas. Media Lab Universidade de Buenos Aires, Buenos Aires, Argentina, 2019. p. 218-230

Resumo: O questionamento sobre inteligência e consciência em máquinas é discutido aqui partindo da observação de extensões corporais utilizadas para amplificar o potencial humano. Para tanto, são abordados tipos de extensões maquínicas, entendidas como musculares, sensóriais e cerebrais, seguindo para os conceitos sobre inteligência e consciência artificial. Neste contexto, são apresentadas as utilizações de tais tecnologias na construção criativa da Arte. Propõe-se o debate acerca da possibilidade de, num futuro, máquinas serem capazes de criar e assim serem consideradas conscientes e inteligentes.

Palavras-chave: Inteligência Artificial, Consciência, Extensões Corporais

Link: https://files.cercomp.ufg.br/weby/up/777/o/20_A_intelige%CC%82ncia_e_a_conscie%CC%82ncia_nas_extenso%CC%83es_maqui%CC%81nicas_do_corpo_humano.pdf


SOGABE, M. Pensées et objets qui construisent la réalité. In D’ANGELO, B.; SOULAGES, S.; VENTURELLI, S. Esthétique & Connectivité. Paris: L’Harmattan, 2018. p. 30-38

Link: https://www.editions-harmattan.fr/index.asp?navig=catalogue&obj=livre&isbn=9782343146041


SOGABE, M. (et all). Sopro e Toque (The Blow and Touch). In Art Gallery on – SIGGRAPH ’18. New York, ACM Press, 2018. p. 441

Abstract: Considering the paradox between energy production and the contamination of the environment and reduction of biodiversity, cAt research group develops its work considering the discussion on sustainable sources of energy. The group’s recent projects—Sopro (The Blow) and Toque (Touch)-have sought to aesthetically use the audience body’s energy to interact and to animate the artworks. Simple devices are used to seek, in a kind of technological minimalist and interactive-art way, to raise public awareness of the issue of sustainability.

Keywords: sustainability, energy, interactivity, public.

Link: https://doi.org/10.1145/3202918.3205921


SOGABE, M. (et all). Interactive Art and and the production of energy from the audience. In Proceedings ARTECH MACAU Interfaces of tomorrow 8th International Conference on Digital Arts. Macau, China, 2017. p.119-125

Abstract: This article presents reflections on the production and use of audience energy body in interactive installations. Mechanisms and symbolic-narrative meanings of the hand touch as well as the possibility of using the heat of the body as a poetic element and energy source in the work “Toque” are considered.

Keywords: Interactive Art, Touch , Alternative Energy.

Link: https://dl.acm.org/doi/abs/10.1145/3106548.3106594


SOGABE, M. Digital thinking in Art and Design. In Proceedings of ARTECH2017, Macau, China, September 06-08, 2017. p. 61-66.

Abstract: The article deals with how a thought acquired from experience in the exploration of a new technology, transforms the worldview, which is embodied in the production procedures with traditional materials and previous technologies, revealing possibilities not yet perceived. Digital thinking acquired in the stage of the digital revolution, period of shaking as an earthquake, is present in the post-digital era, period of incorporation and normalization of digital in daily life. This presence is pointed through art-technology and design products, which dont use digital technology, but which reveal aspects emphasized by the digital.

Keywords: digital thinking, post digital, art-technology, design.

Link: https://doi.org/10.1145/3106548.3106610


SOGABE, M. L’art post-digital. In D’Angelo,B.; SOULAGES, F.; VENTURELLI, S. De la photographie au post-digital Du contemporain au post-contemporain. Paris, L’HARMATTAN. 2017. p.153-162.

Link: https://www.editions-harmattan.fr/index.asp?navig=catalogue&obj=livre&no=54217


SOGABE, M. (et all). Sopro. DAT Journal, v.2, n.1, 2017

Resumo: “Sopro” é uma obra interativa energizada pelo público através do vigor de um sopro em um cata-vento. Esta proposta de arte baseia-se no uso de um sistema tecnológico simples, em uma poética do sopro e em princípios científicos primordiais. O sistema presente na obra revela também sintonia com questões energéticas e de sustentabilidade atuais, inserindo-as no contexto da arte-tecnologia.

Palavras-chave: Arte-tecnologia, Energia, Sopro, Sustentabilidade, Pós-digital

Link: https://datjournal.anhembi.br/dat/article/view/47/39


SOGABE, M. Arte Pós-Digital. In: VENTURELLI, S; ROCHA, C. (org.). Mutações, confluências e experimentações na Arte e Tecnologia. Brasília: Editora PPG-ARTE/UNB, 2016, p. 155-162.

Resumo: O texto apresenta o surgimento do termo pós-digital, através de teóricos e eventos na área de artes, desde o final dos anos 90. Em seguida descreve percurso da produção do autor no digital, e a percepção da transformação das propostas das obras, ingressando no contexto pós-digital.

Palavras-chave: pós-digital, tecnologia, interatividade, design, arte.

Link: https://art.medialab.ufg.br/p/18056-15-art-2016


PARAGUAI, L.; SOGABE, M. (orgs) Anais 27º Encontro da Associação Nacional de Pesquisadores em Artes Plásticas: Práticas e ConfrontAÇÕES. São Paulo, ANPAP, UNESP, Instituto de Artes, 2019.

Link: https://www.anpap.org.br/encontros/anais/


PARAGUAI, L.; SOGABE, M. (orgs). ConVERsações anpapianas. ANPAP. 2019

Link: https://www.anpap.org.br/wp-content/uploads/2019/10/Ebook_ARTIGOS_Conversa%C3%A7%C3%B5es.pdf


Produção artística

Toque (2017). cAt (ciência/Arte/tecnologia) – grupo de pesquisa. Obra interativa, com toque da mão do público, que energiza a obra, fazendo-a funcionar. Utiliza célula Peltier, vibracall e gelo. Link: https://www.youtube.com/watch?v=X0ChzDzy_MY&t=74s
2017- 16° Encontro Internacional de Arte e Tecnologia (#16ART), Porto, Portugal.
2018- 17° Encontro Internacional de Arte e Tecnologia (#17.ART): a dimensão política da arte, Brasília, DF.
2018- SIGGRAPH. Vancouver Convention Center, Vancouver, Canadá.
2019- SIIMI 2019. Buenos Aires, Argentina.
2019- ARTECH 2019. Altice Fórum Braga, Braga, Portugal.
Sopro (2015). cAt (ciência/Arte/tecnologia) – grupo de pesquisa. Obra interativa, com sopro do público que energiza a obra, fazendo-a funcionar. Utiliza uma ventoinha, motor de DVD, vibracall e água. Link: https://www.youtube.com/watch?v=7IavcvDSCPA&t=5s
2015- ARTECH, Óbidos, Portugal.
2016- Arte e Tecnologia. Brasília.
2016- Natural Intelligence. NI – Artificial Intelligence. Ars Electronica. Austria.
2017- Centro Cultural Universitário Rogelio Salmona, Universidade de Caldas, Manizales, Colombia. ISEA
2018- Vancouver Convention Center, Vancouver, Canadá.

A produção em Design no contexto pós-digital

Esta pesquisa de iniciação científica tem como objetivo entender o contexto pós-digital, onde a tecnologia digital já está presente no cotidiano de forma invisível e a produção em design materializa novos aspectos. A pesquisa envolve busca de referências teóricas e produtos de design compatíveis com os conceitos levantados. É necessário que o candidato tenha interesse no campo da pesquisa teórico-prática.

Palavras-chave: design, tecnologia, pós-digital, produtos, arte.

Linha de Pesquisa: Design – Meios Interativos e Emergentes.

Grupo de Pesquisa: Pós-Digital no Design e na Arte.


Ciborgues e Andróides

Esta pesquisa de iniciação científica tem como objetivo levantar a situação atual do design de próteses e de robôs, através de levantamento de referências e produtos da área do design e da arte. A pesquisa situa-se no contexto do desenvolvimento tecnológico e científico, com a inteligência artificial, a manipulação genética entre outros, onde a fronteira desses dois personagens, o ciborgue e o andróide, diluem-se cada vez mais, apontando para uma convergência.

Palavras-chave: ciborgues, andróides, próteses, design, arte.

Linha de Pesquisa: Design – Meios Interativos e Emergentes.

Grupo de Pesquisa: Pós-Digital no Design e na Arte.

ARS (1678-5320)
Link: https://www.revistas.usp.br/ars

Educação Gráfica (2179-7374)
Link: https://www.educacaografica.inf.br

6º Prêmio Sérgio Motta de Arte e Tecnologia (2005)
Instituto Sérgio Motta e Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo

1º Prêmio Sérgio Motta de Arte e Tecnologia (2000)
Instituto Sérgio Motta e Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo