Profa Priscila Almeida Cunha Arantes

Priscila Arantes

Formada em Filosofia (USP), possui mestrado e doutorado em Comunicação e Semiótica (PUC-SP) e pós-doutorado pela Penn State University (USA) e UNICAMP. É diretora e curadora do Paço das Artes (Secretaria de Estado da Cultura e Economia Criativa de São Paulo) desde 2007 e, entre 2007 e 2011, foi diretora adjunta do Museu da Imagem e Som/SP. Presidiu o Comitê Internacional da ARTECH (Digital and Interactive Arts). Membro do Conselho Editorial do Journal of Science and Technology of the Arts. Colaboradora editorial da Flusser Studies e da Revista ARTELOGIE, da E’cole des Hautes Etudes em Sciences Sociales. Coordenadora editorial da coleção ARTEHOJE!. Integra o ID+, Instituto de Investigação em Design, Media e Cultura (Universidade do Porto, de Aveiro e do Cavado). É membro do CAA (College Art Association/USA), da ABCA (Associação Brasileira dos Críticos de Arte) e da ANPAP (Associação Nacional de Artes Plásticas). Entre os prêmios recebidos destacam-se: Society of Latin American Studies, Fundacion Cisneros/Getty Foundation, Getty Foundation e o 48º Prêmio Jabuti (finalista) pelo livro Arte@Mídia: perspectivas da estética digital (FAPESP/SENAC). É parecerista ad-hoc da CAPES/MEC, FAPESP, CNPq. Integra júris de prêmios, tais como ProAc (Secretaria de Estado da Cultura e Economia Criativa), Videobrasil, Prêmio Jabuti, entre outros. Docente do PPG Design da Universidade Anhembi Morumbi. Bolsista Produtividade PQ 2 do CNPq.

Design, Arte e Memória: perspectivas contemporâneas

O grupo de pesquisa Design, Arte e Memória: perspectivas contemporâneas integra o Centro de Pesquisa em Design da Universidade Anhembi Morumbi (UAM). Investiga as articulações (teóricas, críticas e históricas) entre o design, a arte e a cultura contemporânea bem como analisa projetos de curadoria e de museus, on e off line que contribuam para uma reflexão crítica e construtiva do design no contexto da cultura contemporânea. O grupo investiga ainda os processos e procedimentos criativos no âmbito do design que incorporam temáticas e/ou dispositivos relacionados à memória, à passagem do tempo, ao registro, ao banco de dados, ao arquivo e às poéticas do testemunho.

Link: https://dgp.cnpq.br/dgp/espelholinha/1096017412511714185405

Design da Memória e do Arquivo em ambientes digitais 

Investiga as discussões e produções em torno da memória, do arquivo e do banco de dados em ambientes digitais bem como sua relação com o design de interface. Pesquisa ainda projetos de museus digitais, curadorias on line, bem como produções estéticas que incorporam o banco de dados e arquivos em ambientes digitais.

Design e Arte: crítica, curadoria, museu 

Investiga as interfaces entre design e arte contemporânea bem como analisa projetos expositivos, expográficos e museológicos que contribuam para uma reflexão crítica e construtiva do design no contexto contemporâneo.

Produções Bibliográficas – Periódicos

ARANTES, P. A. C. From the Museum-Temple to the Musem-Interface: a case study of the virtual museum Paço das Artes. Lecture Notes in Computer Science, v. 11585, p. 183, 2019.

Abstract: The debate about the relationship between museum, exhibition and technology, as well as about the changes in the museum’s operation, aiming a more effective engagement of the visiting public, is not recent. The Crystal Palace, a gigantic construction of iron and glass built in London, England, to host the Grand Exhibition of 1851, could be a starting point to the debates related to the modifications caused by the technology in the museum scope. It is interesting to approach the role of the museum from the closed and neutral space image contained in the expression “White Cube”. On his essay “Inside the White Cube”, published in the magazine Artforum in 1976, the artist Brian O’Doherty makes a strong critic to the modernist exhibition space, as it was insteated for the Museum of Modern Art of New York, in the first half of the 20th century. Introspective and self-referential, the white cube is a space-temple, a sacred, aseptic and timeless place, remote from the reality of the world. It is exactly this asepsis and introspection that will be discussed by the contemporary museums that seek – using different strategies – to make the public experience increasingly attractive with the museum equipment. Digital museums, virtual museums, augmented reality, as well as social media, are some of the strategies that can be found nowadays. Finally, the project Virtual Museum Paço das Artes will be presented, a project being developed in the city of São Paulo, Brazil, product from a partnership among Paço das Artes, equipment from Estate’s Secretary of Culture of São Paulo and the University Anhembi Morumbi.

Keywords: Digital museum; Museum-interface; Paço das Artes.

Link: https://link.springer.com/chapter/10.1007/978-3-030-23538-3_14


ELIAS, C.; ARANTES, P. A. C. Suspending Space and Time: the body under the lens of the japanese concept of Ma. Lecture Notes in Computer Science, v. 11576, p. 127, 2019.

Abstract: Ma means emptiness, space, time or pause and its origin is correlated to the ideas of transience and incompleteness characteristic of Zen-Buddhist aesthetics. However, more than a concept, Ma is a modus operandi in Japanese daily life, which illustrates a place available for the materialization of potential events. It is an inter-space of connection through which people, actions, objects can pass and that, precisely for this reason, is the place of the present time. In this article, we will address the application of Ma as the guiding principle of the process of creation in the arts of the body. The body will be treated as a Mabody, that is, a body-in-process, in constant movement and total availability for interaction with various media and technologies in the production of meaning and creation of different art objects.

Keywords: Body; Performance; Animation; Ma; Buddhist aesthetic; Interaction; Creative process; Improvisation.

Link: https://link.springer.com/chapter/10.1007/978-3-030-22577-3_9


ANDRADE, R. V.; ARANTES, P. A. C. Associar, dissimular e zelar. DAT Journal, v. 4, 2019, p. 77-83.

Resumo: Nos cultos afro-brasileiros, bem como nas demais comunidades da diáspora afro-atlântica podemos encontrar diálogos e tensões entre a cultura imposta pelo colonizador e as diversas culturas deportadas do continente africano. Esses processos podem ser observados especialmente na dissimulação de objetos de uso ritual em objetos ocidentais industrializados de uso cotidiano. Tomando como exemplo o candomblé de tradição nagô-ketu, o presente artigo visa refletir sobre as complexas relações de afeto e resistência geradas até hoje pela colonização.

Palavras-chave: Design, Objetos, Cultura material, Religiões afro-brasileiras, Candomblé.

Link: https://datjournal.anhembi.br/dat/article/view/132


ARANTES, P. A. C. Imagem, design e narrativa expográfica. DAT Journal, v. 4, 2019, p. 96-106.

Resumo: Ao longo do século XX e XXI, com o início de uma nova etapa na história da cultura baseada na presença cada vez mais constante dos aparatos midiáticos e imagéticos, percebe-se o despontar de uma série de pensadores que tomam as mídias e as imagens como ponto de partida para o desenvolvimento teórico. Partindo deste pressuposto o presente artigo divide-se em três partes. Na primeira, analisamos o pensamento de Vilém Flusser e Walter Benjamin que apontam para a importância das imagens na construção da narrativa histórica. Na segunda, discutimos ‘o pensamento por imagens’ do historiador da arte Aby Warburg . Por último e como estudo de caso, realizamos uma leitura crítica da exposição ISSOÉOSSODISSO da artista Lenora de Barros, apresentada no Paço das Artes em parceria com a Oficina Cultural Oswald de Andrade no ano de 2016.

Palavras chave: Arte, Imagem, Design Expográfico, Curadoria, Paço das Artes.

Link: https://datjournal.anhembi.br/dat/article/view/150/128


ARANTES, P. A. C. Contemporary Art, the Archive and Curatorship: possible dialogues. Curator – the museum journal, v. 1, p. 1, 2018.

Abstract: ln recent years, a growing number oi artists have been drawn to working with the documents and testimonies in archive collections to produce work that dialogs with historical events and the history of art itself. This article aims for an understanding oi how and why a strand oi contemporary art practice – or, more precisely, of present·day Brazilian art – has been exploring issues that traverse the archive and the act of archiving, and how that focus has impacted on museum practice. The article explores the theme of the archive and takes as its starting point the work of artists such as Rosângela Rennó and Mabé Bethônico, among others, and exhibitions hosted by contemporary art museums. lts tive sections examine the concept of archive fever, archives and history, artists who work with archival material, archives and exhibitions, and archives and the contemporary art museum. The article concludes by looking at how this work has implications for the strategies adopted by collections and for archive management.

Keywords: Contemporary Art; archive; curatorship

Link: https://onlinelibrary.wiley.com/doi/epdf/10.1111/cura.12266


ARANTES, P. A. C.; BARBOSA, V. Design fora de série. Revista Educação Gráfica v. 22, 2018, p. 78-90.

Resumo: Este trabalho analisa o design de produtos sob o viés autoral, dissociado da indústria, numa vertente que privilegia aspectos lúdicos e semânticos. A essa dimensão do design chamamos “fora de série”. Como alternativa contemporânea de atuação em design de produtos, no design fora de série predomina a autoprodução, realizada por meio de processos artesanais: low tech ou high tech. Nesses processos, a criação não se dá como resposta a uma demanda externa, visando solucionar um problema, mas deriva de uma ideia, interesse, proposição ou encantamento por parte do designer. A circulação e a inserção desse tipo de produto se deram, inicialmente, graças à curadoria em galerias e mostras, além de premiações de design, demonstrando sua hibridização com o universo artístico. A produção ocorre, muitas vezes, em edições limitadas ou peças únicas, ou ainda em pequena escala. O presente artigo versa (como caso paradigmático e ilustrativo) sobre a produção do Estúdio Manus, dupla que atua em São Paulo desde a década de 1990.

Palavras-chave: design, hibridização, design de produtos, design fora de série, design brasileiro, design em São Paulo, design contemporâneo.

Link: https://www.educacaografica.inf.br/wp-content/uploads/2019/02/9_DESIGN-FORA-DE-S%C3%89RIE.docx.pdf


ARANTES, P. A. C.; BADANI, P. ; GARCIA, I. H. . Deslocalidades, Translocalidade y activismo en el arte electronico y biomedial latinoamericano. ARTELOGIE, v. 11, p. 5, 2017.

Resumen: El presente dossier reúne artículos que tomaron como objeto las artes electrónicas y biomediales latinoamericanas bajo el cobijo de una serie de conceptos en articulación: deslocalidades, translocalidades y activismo. Tales conceptos llaman a discutir de qué manera las prácticas artísticas evidencian tanto su vinculación, por un lado, con contextos específicos de producción y recepción de las artes atravesados por posicionalidades glocales y translocales diversas; y por otro lado, con las mutaciones ontológicas y epistemológicas que nuestra época está produciendo en relación – ya no con localizaciones regionales – sino a nivel de lo viviente tecnológico o biológico en un sentido más amplio. Se busca incluso reunir propuestas artísticas en arte y tecnología en sus relaciones con el activismo implicado en movilizar y crear nuevas ecologías sociales a partir de acciones colectivas, relacionales y colaborativas.

Palabras claves: deslocalidades, translocalidades, activismo, artes electrónicas y biomediales latinoamericanas

Link: https://journals.openedition.org/artelogie/1666#abstract


ARANTES, P. A. C. Estética de La emergencia: la formación de otra cultura de las artes. ARTELOGIE, v. 11, p. 1-3, 2017.

Resumo: Estética de la emergência: la formación de otra cultura de las artes de Reinaldo Laddaga traça, de forma precisa e multidisciplinar, discussões no âmbito da filosofia, teoria das mídias, sociologia, literatura e artes visuais no intuito de sinalizar para o advento de um novo momento da cultura e das artes vinculado a processos mais amplos de mutações das formas de ativismo político, produção econômica e investigação científica.

Palavras-chave: Estética da emergência; Ronaldo Laddaga; cultura das artes; ativismo político; investigação científica

Link: https://journals.openedition.org/artelogie/1612


ARANTES, P. A. C.; NESTERIUK, S. . Programming the visible: conversations between Vilém Flusser and Harun Farocki. Flusser Studies, v. 21, p. 1-9-9, 2016.

Abstract: The 2016 São Paulo exhibition “Programando o Invisível” [Programing the Invisible], showcasing works by the artist and filmmaker Harun Farocki (1944-2014), questioned the role of images in the 21st century, and particularly those images constructed by computer algorithms for video games. One of the videos in the exhibition captured the dialogue that took place between Farocki and Vilém Flusser (1920-1991) in 1986. In this theoretically rich and promising video, titled “Shocking sentences, shocking images: a conversation with Vilém Flusser,” they discussed the hegemony of images and of their power in programing our visibility. The theme is one of the central questions in both their works, as if the filmmaker and the philosopher were speaking about the same thing, although in different and complimentary ways. Their works similarly urge a reflection about the possibilities of creation of a critical perspective in face of our image culture, and they both emphasize the question of freedom in a society increasingly programed and dominated by technical images.

Keywords: Harun Farocki; Vilém Flusser; mídia; Image; video games; flow

Link: https://www.flusserstudies.net/sites/www.flusserstudies.net/files/media/attachments/arantes-nesteriuk-programming-visible.pdf


ARANTES, P. A. C.; CAMPOS, G. B.; SCANAVINO, H. D. A informação do design gráfico de embalagem: aplicações da infografia e visualização de dados. Revista Educação Gráfica, v. 20, p. 1-10, 2016.

Resumo: A disposição de informações é, em muitos casos, deixada em segundo plano em um projeto de design gráfico de embalagem. Este artigo discute de que maneira novas alternativas de representação não linear, em especial a infografia e visualização de dados, podem contribuir para que as embalagens sejam mais comprometidas com a comunicação de informações sobre o produto. Por meio de revisão bibliográfica, foram levantados fundamentos teóricos principais, que forneceram base para o estudo de caso de duas embalagens que utilizam a visualização de dados como recurso principal em sua concepção gráfica; a embalagem de leite da FFunction e o rótulo do vinho da vinícola Between Five Bells. Pode-se afirmar que o uso deste recurso do design gráfico é relevante para reforçar a função da embalagem de transmitir informações importantes para o consumidor, de uma maneira mais eficaz, rápida e precisa.

Palavras-chave: design, embalagem, design de informação, visualização de dados

Link: https://www.educacaografica.inf.br/artigos/a-informacao-no-design-grafico-de-embalagem-aplicacoes-da-infografia-e-visualizacao-de-dados-information-in-packaging-graphic-design-applications-off-infographics-and-data-visualization


Produções Bibliográficas – Livros Publicados/Organizados

ARANTES, P. A. C.; MATOS, D. (orgs). Estados de Emergência. 1. ed. SP: Paço das Artes, 2019. 62p.
Link: https://www.pacodasartes.org.br/exposicoes/passada/4fc96a80-6887-4d97-9ccb-79d59de9a621/estados-de-emergencia


ARANTES, P. A. C. Temporada de Projetos 2017. 1. ed. São Paulo: Paço das Artes, 2018. 88p.
Link: https://www.pacodasartes.org.br/exposicoes/passada/a1730182-2fa1-4896-bb03-b897ee914a1b/paco-das-artes-abre-a-ultima-exposicao-da-temporada-de-projetos-2017


MAGALHES, A.; ARANTES, P. A. C. Contemporary Paradoxes: dialogues between MAC USP’s and Paço das Artes’s Collections. São Paulo: EDUSP/MAC USP, 2018. v. 1. 80p.
Link: https://www.mac.usp.br/mac/expos/2018/paradoxos/home_eng.html#topo%5Dl


ARANTES, P. A. C.; CYPRIANO, F.; BRAGA, P. (org.). Urgências na Arte. São Paulo: Paço das Artes, 2018. 276p.
Link: https://www.pacodasartes.org.br/cursos/passada/3f62c553-6935-4cfc-a7db-a4905708c802/mostra-urgencias-acervo-historico-videobrasil


ARANTES, P. A. C. Temporada de Projetos 2016. São Paulo: Paço das Artes, 2017.
Link: https://www.pacodasartes.org.br/eventos/passada/c29c0a72-325a-4dea-b819-3b81f028fcd7/temporada-de-projetos-2016


ARANTES, P. A. C. Paço Comunidade/Ocupação Hotel Cambridge. São Paulo: Paço das Artes, 2017. 60p.
Link: https://www.pacodasartes.org.br/eventos/passada/132d7da8-88b8-49ad-8e7c-6c2d2ad17e1f/paco-comunidade-na-ocupacao-cambridge


ARANTES, P. A. C. O Ciclo da Intensidade: Charly Nijensohn. São Paulo: Paço das Artes, 2017.
Link: https://acervo.mis-sp.org.br/livros-catalogos/o-ciclo-da-intensidade-charly-nijensohn-organizacao-e-curadoria-priscila-arantes


ARANTES, P. A. C.; ALMEIDA, J.; MORAN, P. (orgs). Harun Forocki: programando o visível. São Paulo: Pró- Reitoria de Cultura e Extensão Universitária-USP, 2017. 344p.
Link: https://issuu.com/cinusppauloemilio3/docs/farocki_pdf


ARANTES, P. A. C.; PRADO, G.; TAVARES, M. (org). Diálogos Transdisciplinares: arte e pesquisa. São Paulo: ECA:USP, 2016.
Link: https://www3.eca.usp.br/sites/default/files/form/biblioteca/acervo/textos/002791402.pdf


ARANTES, P. A. C.; OSTOFF, S.; ALVES, C. (orgs). Outras histórias na arte contemporânea. São Paulo: Paço das Artes, 2016. 232p.
Link: https://acervo.mis-sp.org.br/livros-catalogos/outras-historias-na-arte-contemporanea-organizacao-e-comissao-cientifica-priscila


ARANTES, P. A. C.; BARROS, L. (orgs.). ISSOEOSSODISSO: Lenora de Barros. São Paulo: Paço das Artes, 2016.
Link: https://www.pacodasartes.org.br/exposicoes/passada/b5fd7afb-7371-4446-84db-14bd8b7023a6/issoeossodisso-lenora-de-barros


Produções Bibliográficas– Capítulos de Livros

ARANTES, P. A. C. Museu Interface: a implosão do cubo branco e a museologia radical. In: GOBIRA, P. (org.). A Memória do Digital – e outras questões das artes e da museologia. Belo Horizonte: EdUEMG, 2019, p. 69-86.
Link: https://eduemg.uemg.br/images/livros-pdf/catalogo-2019/A_memoria_do_digital.pdf


ARANTES, P. A. C.; LIMA, J. Reencenação como performance e curadoria: ‘Seven easy pieces’, ‘When attitudes become form’ e a ‘Mão do povo brasileiro. In: CYPRIANO, F. (orgs). História das Exposições: debates urgentes. São Paulo: Estação das Letras e Cores, 2018, p. 45-87.
Link: https://www.estacaoletras.com.br/product-page/hist%C3%B3rias-das-exposi%C3%A7%C3%B5es-debates-urgentes


ARANTES, P. A. C. History: Digital Art in Brazil. In: CANDY, L.; EDMONDS, E.; POLTRONIERI, F. (orgs). Explorations in Art and Tecnology. London: Springer, 2018. p. 93-103.
Link: https://www.springer.com/gp/book/9781447173663


ARANTES, P. A. C.; PRADO, G.; FERLA, J. L. Circuitos Expandidos y Re/escrituras poéticas en las obras de Gilbertto Prado y el Grupo Poéticas Digitais. Circuito Alameda. Cidade do México: Circuito Alameda, 2018. p. 53-63.
Link: https://www.gilberttoprado.net/assets/circuito_alameda_gttoprado_jlf.pdf?fbclid=IwAR0Og1IzxjrR8xhYgHCF3Jsy0RbzWyCCoCHbZmOh5tsPMX3qxTEmTRFNDiw


ARANTES, P. A. C. Le Voyage D’artistes: Recits en deplacement, la poéthique de Rodrigo. In: D’ANGELO, B.; SOULAGES, F.; VENTURELLI, S. (orgs). Braga. De la photographie au post-digital. Du contemporain au post-contemporain Paris: L’Harmattan, 2017, p. 35-49.
Link: https://www.editions-harmattan.fr/index.asp?navig=catalogue&obj=livre&no=54217


ROCHA, C.; CRISTINA, N. ; ARANTES, P. A. C. Questões para pensar os percursos da arte e tecnologia da arte e tecnologia no Brasil. In: PARAGUAI, L.; SOGABE, M. (orgs). Memória e Inventações. Campinas/SP: Limiar/PUC/Campinas, 2017. p. 76-83.
Link: https://www.anpap.org.br/wp-content/uploads/2018/11/Ebook_2017.pdf


ARANTES, P. A. C. Arquivo como dispositivo curatorial. In: CYPRIANO, F.; MARINS, M. (orgs). História das Exposições. São Paulo: EDUC, 2016.
Link: https://books.google.com.br/books/about/Hist%C3%B3ria_das_exposi%C3%A7%C3%B5es.html?id=yKemDgAAQBAJ&redir_esc=y


ARANTES, P. A. C. Museu, acesso e pesquisa: breves apontamentos sobre a plataforma digital MaPA. In: PRADO, G.; TAVARES, M.; ARANTES, P. (org.). Diálogos Transdisciplinares: arte e pesquisa. São Paulo: ECA/USP, 2016, p. 258-265.
Link: https://files.cercomp.ufg.br/weby/up/679/o/dialogostransdisciplinares.pdf


ARANTES, P. A. C. Narrativas em deslocamento: a poética de Rodrigo Braga. In: ROCHA, C.; VENTURELLI, S. (orgs). Mutações, Confluências e Experimentações na Arte e Tecnologia. Brasília: UNB, 2016, p. 187-193.
Link: https://art.medialab.ufg.br/p/18056-15-art-2016


Produções Bibliográficas – Anais

ARANTES, P. A. C.; PRADO, G. Expanded Circuits and Poetic Re-writings: circuito alameda. In: 25th international Symposium on Eletronic Art, 2019, Korea.
Proceedings of 25th International Symposium on Electronic Art. Korea: Chung-Ang University, 2019. v. 1. p. 679-682.

Abstract: Transiting in the interdisciplinary domains between art, science and technology, Gilbertto Prado has been building a trajectory within the context of contemporary Brazilian art. His works have no hierarchy and are not restricted to a specific language or domain, being able to dialogue with issues that relate to network art as well as to explore the poetic potentialities offered by virtual environments. Many of recent Prado’s works are co-authored with the Poéticas Digitais Group, formed by artists and young researchers, creating collaborative networks and knowledge circuits. In this context, the purpose of this article is to analyze the work of the artist and the group as well as the Circuito Alameda exhibition presented at the Laboratorio Arte Alameda in Mexico City in 2018, based on the concept of rewriting, developed by the researcher Priscila Arantes.

Keywords: Circuito Alameda, Poeticas Digitais Group, interactive installation, art and technology, rewriting

Link: https://www.isea-archives.org/docs/2019/ISEA2019_Proceedings.pdf


ARANTES, P. A. C.; SA, V.; VEIGA, P.; MARCOS, A. (orgs). Proceedings on the 9th International Conference on Digital And Interactive Arts. Braga: Universidade Católica Portuguesa, 2019.

Link: https://dl.acm.org/doi/proceedings/10.1145/3359852


ARANTES, P. A. C. Museu-Interface: um estudo de caso sobre o museu Paço das Artes. In: 18 Encontro Internacional de Arte e Tecnologia, 2019, Aveiro, PT. 18 Encontro Internacional de Arte e Tecnologia, 2019. v. 1. p. 372-382.

Resumo: Museu Interface: um estudo de caso sobre o Museu Paco das Artes pretende, a partir de uma abordagem transdisciplinar, discutir como algumas práticas museus criam interfaces mais expandidas com a realidade social. Museus nômades, museus que criam práticas efetivas junto a comunidades bem como museus digitais serão alguns dos tópicos abordados na presente apresentação. Utilizaremos, para tanto, como estudo de caso, o Museu Paco das Artes.

Palavras chaves: museus digitais, comunidade, interface, ativismo, arte contemporânea.

Link: https://drive.google.com/file/d/1nSaGeAdP6TjSF5Wa3ENVuqoOTOfZfDOM/view


ARANTES, P. A. C. Museum as interface: the implosion of the white cube and radical museology. In: ISEA2018, 2018, Durban. ISEA 2018: Intersections. Durban: Durban University of Technology, 2018. v. 1. p. 183-187.

Abstract: The transformations that took place in the last century have brought about profound changes to the fields of culture and of public cultural policies. What can be noted, in the specific case of Brazil, is a progressive weakening of the role of the State in espousing cultural democratization, here understood not only as providing access to culture, but also as promoting initiatives that foster cultural diversity. In recent years, a dismantling of the policy area of culture and the arts has been noted, as is generally the case in times of economic crisis, once culture and the arts are generally regarded as having secondary importance vis-à-vis other areas under the domain of the State. A debate over the role of the institutional context, particularly as regards the public sphere, is followed by the perception of a lack of congruence between institutional practices – which are often directed exclusively at the development of „spectacular‟ proposals – and actions that can create dialogue with and lead to effective participation of the public in its diversity.
In this context, the question that is therefore raised is: What is the place of art institutions that propose more experimental strategies, different to those produced by institutional spaces driven by the promotion and dissemination of more spectacular proposals?

Keywords: Contemporary art, museum, experimental, interface.

Link: https://www.isea-archives.org/docs/2018/proceedings/ISEA2018_Proceedings.pdf


ARANTES, P. A. C. Memória, arquivo e curadoria na cultura digital. In: ARTEFACTO 2018, 2018, Lisboa/Portugal. ARTEFACTO 2018. Lisboa: ARTECH INTERNATIONAL, 2018. v. 1. p. 61-68.

Resumo: Memória, Arquivo e Curadoria na Cultura Digital discute o estatuto da memória e do arquivo na cultura contemporânea. Tomando como ponto de partida pensadores tais como Jacques Derrida e Michel Foucault, bem como teóricos que se debruçam sobre a especificidade do arquivo na cultura digital, o artigo realiza uma leitura de curadorias que potencializam esta discussão.

Palavras-chave: Memória, Arquivo, Cultura Digital, Curadoria

Link: https://artefacto.artech-international.org/wp-content/uploads/2019/01/ARTeFACTo2018_BookOfProceedings_lowres.pdf


ARANTES, P. A. C. Estética da Emergência: o advento de um regime prático das artes. In: 17.ART: 17 Encontro Internacional de Arte e Tecnologia, 2018, Brasília. 17 Encontro Internacional de Arte e Tecnologia. Brasília: UNB, 2018. p. 311-316.

Link: https://art.medialab.ufg.br/p/24132-17o-encontro-internacional-de-arte-e-tecnologia-17-art


ARANTES, P. A. C. Curathorship and new media: possible dialogues. In: ISEA 2017 MANIZALES BIO-CREATION AND PEACE, 2017, Manizales, Colombia. Proceedings of the 23rd international Symposium on Electronic Arts. Manizales: Grafos Editing, 2017. p. 385-391.

Abstract: One of the discussions related to contemporary curatorial practices focuses upon the impact of new media and digital media in the formats and exhibition circuits. In addition to only exploring curatorships that showcase digital media art projects, what interests us in this article is to investigate how certain characteristics of media culture – such as collaborative processes and networking – are present in current curatorial practices. Examining this premise, we divided this article into two parts. In the first, we conducted a small curatorial history to show how the curatorial procedures have been adapted to the changes occurring in the field of contemporary art. In a second part, we use as a study case the curatorial projects developed by the Paço das Artes11 such as the Livro-Acervo, MaPA and Ex-Paço.

Keyword: Curatorship, New Media, Digital Culture, Exhibition, Contemporary Art.

Link: https://www.isea-archives.org/docs/2017/proceedings/ISEA2017_Proceedings.pdf


ARANTES, P. A. C.; VENTURELLI, S.; ROCHA, C. ; CUZZIOL, M. ; SANTOS, N. C. ; FRAGA, T. ; FRAGOSO, M. ; THOMPSON, R. Electronic Art in Brasil: Exhibition Spaces, Museological Strategies and Digital Archive. In: ISEA 2017 MANIZALES BIO-CREATION AND PEACE, 2017, Manizales. Proceedings of the 23 rd International Symposium on Electronic Arts. Colombia: Manizales, 2017. p. 730-737.

Abstract: This panel intends to discuss operational strategies for public and private exhibition spaces, proposed by artists, curators, professionals in expography and museology in the field of Brazilian Electronic & Digital Art, from early experiences to a contemporary perspective. It also aims to analyze and discuss museological strategies for electronic art exhibitions as well as for interdisciplinary exhibitions involving art, science and technology. In this discussion we question not only the innovative functions of these spaces for electronic/digital art, but their necessary functions as promoters of processes for preservation and archiving. The panel comes from broader discussions among artists and researchers, many responsible for curatorial and exhibition projects, from the second and third generation of Brazilian Electronic Art in Latin America.

Keyword: Brazilian Electronic Art, Expography, Museology, Pioneers, Archiving, Art Laboratories, Digital Art, Latin America.

Link: https://www.isea-archives.org/docs/2017/proceedings/ISEA2017_Proceedings.pdf


ARANTES, P. A. C. Museu Interface: a implosão do cubo branco e a museologia radical. In: 16 ART. Encontro Internacional de Arte e Tecnologia, 2017, Porto/Portugal. Imaginar o real. Porto/Portugal, 2017. p. 1000-1011.

Resumo: As transformações deste último século trouxeram modificações profundas no campo da
cultura e das políticas culturais públicas. O que se percebe, no caso específico do Brasil, é um enfraquecimento crescente do papel do Estado na defesa da democratização cultural entendida aqui não somente como o acesso a cultura, mas também como o atendimento da diversidade cultural. O que se vê muitas vezes é um desmantelamento da área da cultura, especialmente em tempos de crise econômica, considerada geralmente como uma área de menor importância frente a outras do Estado. O questionamento do papel institucional vem acompanhado, especialmente no que diz respeito à esfera pública, por uma percepção de um descompasso entre as práticas institucionais – que muitas vezes se direcionam exclusivamente ao desenvolvimento de propostas espetaculares – e ações que possam criar um diálogo e uma participação efetiva com a diversidade do público e do espaço social. A instituição de arte é, neste sentido, chamada a refletir sobre sua prática, especialmente as instituições públicas que, a princípio, deveriam exercer um papel democrático e de efetivo acesso aos bens culturais. Trata-se de pensar o museu como um dispositivo participativo e de ação e não como um espaço fechado em si mesmo – como um cubo branco na expressão de Brian O’doherty. A pergunta que se coloca é: como fazer um museu se tornar mais ativo e em diálogo com a realidade social? Museu como interface: a implosão do cubo branco e a museologia radical pretende exatamente tocar no ponto de algumas destas discussões. A partir de uma abordagem transdisciplinar pretende-se discutir como algumas práticas museus criam interfaces mais expandidas com a realidade social. Museus nômades, museus que criam práticas efetivas junto a comunidades bem como museus digitais serão alguns dos tópicos abordados na presente apresentação.

Palavras chaves: museus digitais, comunidade, interface, ativismo, arte contemporânea.

Link: https://drive.google.com/file/d/1fh6zXjl7zyLi0nRJZWVjCIBoLWlXiZY7/view


ARANTES, P. A. C. Digital art in Brazil: a look at the history of exhibitions. In: ARTECH-MACAU Interfaces of Tomorrow. Macau-China: Fundação Macau, 2017. p. 55-60.

Abstract: This paper draws a cartography of digital art in Brazil by focusing on the dialog between pioncer productions of media art and a few recent ones. What changed in the exhibition circuits and the curatorial strategies of this production in its current context, if we compare ir with the context of the beginnings of arts and techonology in Brazil? For this purpose we will analyze the history os the exhibitions as an interdisciplinary field. That is, we will survey the curatorship of digital art in Brazuk, especially those developed in São Paulo, in order to contribute to a critical reflection of these productions in the Brazilian context.

Keywords: Digita art-history of exhibitions: digital culture; Archive- live archive.

Link: https://dl.acm.org/doi/proceedings/10.1145/3106548


Outras produções bibliográficas

ARANTES, P. A. C. Writings and Scriptures in the Works of Raquel Kogan. In: VILEJA, R.; DAFOE, A. (orgs). Tempo Presente. São Paulo: Espaço Cultural Porto Seguro, 2017. p. 77-80.

Link: https://issuu.com/ecpssp/docs/publicac_a_o_tempo_presente_miolo


ARANTES, P. A. C.; MAGALHAES, A. Contemporary Art Paradox(es): dialogues between MAC USP’s and Paço das Artes. São Paulo: MAC USP, 2018 (Resenha Crítica).


ARANTES, P. A. C.; MATOS, D. Estado(s) de Emergência 2018 (Resenha Crítica).


ARANTES, P. A. C. Temporada de Projetos: reiterando a vocação do Paço das Artes para o fomento, apoio e difusão da arte contemporânea. São Paulo, 2018. (Prefácio, Pósfacio/Apresentação).


ARANTES, P. A. C. Curadoria, Cinema e outros modos de dar a ver, 2018. (Prefácio, Pósfacio/Apresentação).


ARANTES, P. A. C. Migrações: as imagens-testemunho de Marcelo Brodsky. São Paulo: Paço das Artes, 2016 (Resenha Crítica).


ARANTES, P. A. C. Monumento Mínimo: Arte como Emergência 2016 (Resenha Crítica).


ARANTES, P. A. C.; BASBAUM, S. Decifrando os enigmas da percepção midiática contemporânea. São Paulo, 2016. (Prefácio, Pósfacio/Prefácio).


Produção técnica

ARANTES, P. A. C. Membro do Comitê Avaliador do 13 P&D Design. 2018 (Congresso de Pesquisa e
Desenvolvimento em Design), Univille.
Link: https://www.proceedings.blucher.com.br/article-list/ped2018-314/list#committee

ARANTES, P. A. C. Membro do Comitê Científico do ARTeFACTO 2018, 1st internactional Conference of transdisciplinary studies in arts, technology and society (Aberta University, Lisboa).
Link: https://artefacto.artech-international.org/artefacto-conference-2018/

ARANTES, P. A. C. Júri do Prêmio Temporada de Projetos do Paço das Artes 2017, Secretaria de Estado da Cultura de S. Paulo.
Link: https://www.pacodasartes.org.br/exposicoes/passada/a1730182-2fa1-4896-bb03-b897ee914a1b/paco-das-artes-abre-a-ultima-exposicao-da-temporada-de-projetos-2017

ARANTES, P. A. C. Membro da Comissão Científica e Artística ARTECH 2017 | 8th International Conference on Digital Arts. Universidade de Coimbra e University of Saint Joseph, Macau – China.
Link: https://2017.artech-international.org/organization/

ARANTES, P. A. C. Integrante do Comitê Científico do 16 ART. Encontro Internacional de Arte e Tecnologia. Porto: Universidade do Porto, 2017.
Link: https://art.medialab.ufg.br/p/22555-16-art-2017

ARANTES, P. A. C. Júri do Prêmio Governador do Estado 2015, Secretaria de Estado da Cultura, 2016.
Link: https://premiogovernador.hospedagemdesites.ws/2015/juris.php

ARANTES, P. A. C. 2016- Júri da Temporada de Projetos 2016, Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo.
Link: https://www.pacodasartes.org.br/eventos/passada/c29c0a72-325a-4dea-b819-3b81f028fcd7/temporada-de-projetos-2016

ARANTES, P. A. C. 2016 -Membro da Comissão Nacional e Internacional do 15 Encontro Internacional de Arte e Tecnologia: arte, ação e participação, UNB.
Link: https://art.medialab.ufg.br/p/18056-15-art-2016

ARANTES, P. A. C. 2016-Membro do Comitê Avaliador do I Congresso Internacional Design Materiais 2016, UAM.
Link: https://www.ipvc.pt/ipvc-congresso-design-materiais

ARANTES, P. A. C. Curadoria do Projeto #Paçoemtodolugar. 2020
Link: https://www.pacodasartes.org.br/

ARANTES, P. A. C. Curadoria da Mostra Limiares: Regina Silveira.2020
Link: https://www.pacodasartes.org.br/exposicoes/passada/e7aa21b6-a53c-41ad-b332-70dbedb9f0eb/limiares

ARANTES, P. A. C. Presidente do Comitê Científico e Artístico do Artech 2019 – 9th International Conference on Digital and Interactive Arts. (Porto/Portugal). 2019.
Link: https://2019.artech-international.org/organization/

ARANTES, P. A. C. Curadoria da exposição do Artech: (9th Conference in Digital and Interactive Arts). (Porto/Portugal). 2019.
Link: https://2019.artech-international.org/organization/

ARANTES, P. A. C. Curadoria da exposição Mulheres em Cena (MARP/Museu de Arte de Ribeirão/SP; Pinacoteca Fórum das Artes em Botucatu/SP). 2019.
Link: https://www.pacodasartes.org.br/exposicoes/passada/8462eeb7-091f-4ff5-b760-c8e79263a0a6/mulheres-em-cena

ARANTES, P. A. C. Curadoria Paradoxos(s) da arte contemporânea: diálogos entre o acervo do MAC/USP e Paço das Artes (MAC/USP), 2018.
Link: https://www.mac.usp.br/mac/expos/2018/paradoxos/home.htm

ARANTES, P. A. C. Curadoria Estado(s) de emergência. (Oficina Cultural Oswald de Andrade/SP) , 2018.
Link: https://www.pacodasartes.org.br/exposicoes/passada/4fc96a80-6887-4d97-9ccb-79d59de9a621/estados-de-emergencia

ARANTES, P. A. C. Curadoria da Mostra Urgências (Videobrasil/Museu da Imagem e Som/SP), 2017.
Link: https://www.pacodasartes.org.br/cursos/passada/3f62c553-6935-4cfc-a7db-a4905708c802/mostra-urgencias-acervo-historico-videobrasil

ARANTES, P. A. C. Curadoria da exposição O Ciclo da Intensidade: Charly Nijensohn (Oficina Cultural Oswald de Andrade), 2017.
Link: https://www.cultura.sp.gov.br/paco-das-artes-apresenta-mostra-o-ciclo-da-intensidade-de-charly-nijensohn/

ARANTES, P. A. C. Curadoria da exposição ISSOÉOSSODISSO: Lenora de Barros. (Oficina Cultural Oswald de Andrade), 2017.
Link: https://www.pacodasartes.org.br/exposicoes/passada/b5fd7afb-7371-4446-84db-14bd8b7023a6/issoeossodisso-lenora-de-barros

ARANTES, P. A. C. Curadoria da exposição Monumento Mínimo: Néle Azevedo. (Oficina Cultural Oswald de Andrade), 2017
Link: https://www.neleazevedo.com.br/monumento-minimo

ARANTES, P. A. C. Curadoria da exposição Migrações: Marcelo Brodsky. (Museu da Imagem e Som), 2016.
Link: https://www.pacodasartes.org.br/exposicoes/passada/3d820bae-fd91-4ba5-8081-738490d69974/migracoes-do-fotografo-argentino-marcelo-brodsky

ARANTES, P. A. C. Curadoria do Projeto Paço Comunidade (Ocupação Cambridge/SP), 2016.
Link: https://www.pacodasartes.org.br/eventos/passada/132d7da8-88b8-49ad-8e7c-6c2d2ad17e1f/paco-comunidade-na-ocupacao-cambridge

ARANTES, P. A. C. Organização do Seminário Internacional Diálogos Transdisciplinares Arte e Pesquisa (Paço das Artes/USP), 2016.
Link: https://www2.eca.usp.br/sit/


Produção artística

ARANTES, P. A. C.; SOBRAL, H.; NESTERIUK, S. ExPaço VR. (computação gráfica). Paço das Artes, 2020.
Obra exibida durante as comemorações de 50 anos e inauguração da nova sede do Paço das Artes.
Link: https://www.pacodasartes.org.br

ARANTES, P. A. C.; NESTERIUK, S. ExPaço. (computação gráfica), 2017.
Espaço 3D da última sede do Paço das Artes, na cidade universitária (USP). Obra exibida no Immersphere Festival.
Link: https://immersphere.com.br/en/program/computer-art-exhibition/

Museus e Curadorias em Plataformas Digitais
Esta pesquisa de iniciação científica visa a pesquisa e a análise crítica de propostas de museus e curadorias que se utilizam de plataformas digitais. Neste sentido é desejável que o candidato tenha conhecimento de design digital, design de interface bem como interesse em análise crítica de plataformas digitais.

Palavras-chave: museu, museu digital, curadoria, plataformas digitais
Linha de Pesquisa: Teoria, História e Crítica do Design
Grupo de Pesquisa: Design, Arte e Memória: perspectivas contemporâneas


Curadorias de Arte e Design: perspectiva Latino-Americana
Esta pesquisa de iniciação científica visa dar subsídios para a análise crítica de projetos curatoriais desenvolvidos no campo da arte e do design, com especial enfoque para os projetos desenvolvidos dentro do contexto da América Latina. Neste sentido é desejável que o candidato tenha conhecimento da história do design bem como domínio da escrita.

Palavras-chave: arte, design, curadoria, América Latina
Linha de Pesquisa: Teoria, História e Crítica do Design
Grupo de Pesquisa: Design, Arte e Memória: perspectivas contemporâneas

Artelogie (2115-6395)
Link: https://journals.openedition.org/artelogie/374

Flusser Studies (1661-5719)
Link: https://www.flusserstudies.net/

Journal of Science and Technoly of the Arts (1646-9798)
Link: https://artes.ucp.pt/citarj/

DATJournal (2526-1789)
Link: https://datjournal.anhembi.br/dat

Menção Honrosa – Mestrado “Design Fora de Série” – Valéria C. Barbosa (orientadora) (2019)
MCB – Museu da Casa Brasileira.

Menção Honrosa – Mestrado “Design Hacker” – Danilo Braga (orientadora) (2019)
MCB – Museu da Casa Brasileira.

Finalista do 1º Prêmio Select de Arte e Educação (2017)
Select

Conselheira Prince Claus Award (2017)
Prince Claus Fund.

Prêmio para integrar a Conferência da SLAS – Society of Latin American Studies (2016)
SLAS – Society of Latin American Studies

Prêmio para integrar a Conferencia do CIMAM – International Committe for Museums and Collections of Modern Art (2016)
Getty Foundation

Prêmio para integrar a Conferência da CAA – College Art Association (2012)
CAA – College Art Association

Finalista – 48º Prêmio Jabuti (2006)
Câmara Brasileira de Livros.

Finalista do 4º Prêmio Cultural Sérgio Motta (2003)
Instituto Cultural Sérgio Motta.

Finalista do 3º Prêmio Cultural Sérgio Motta (2002)
Instituto Cultural Sergio Motta

Membro do grupo de experts/assessoria ARTECHMEDIA – Global Net Society Institute
Link: https://www.artechmedia.org/globalnetsi/

Membro do CAA – College Art Association/USA
Link: https://www.collegeart.org/

Membro do ID+, Instituto de Investigação em Design, Média e Cultura
Link: https://idmais.org/pt-pt/

Membro da ABCA – Associação Brasileira dos Críticos de Arte
Link: https://abca.art.br/

Membro da ANPAP – Associação Nacional de Artes Plásticas
Link: https://www.anpap.org.br/